Resenha Literária: Blackmail, Dani Smith

RESENHA LITERÁRIA: Blackmail, Dani Smith

Para comemorar o aniversário e o lançamento da pré-venda, hoje eu trago a resenha literária de Blackmail, da Dani Smith.

O livro que já bateu SEIS MILHÕES de páginas lidas completa sua primeira volta completa ao redor do Sol e eu não podia deixar de parabenizar a obra dessa autora maravilhosa que é a Dani.

Meu primeiro contato com a escrita da autora foi no começo do ano, com esse romance empoderado e protagonizado pela advogada criminalista, feminista e defensora dos direitos das mulheres Caroline Parker.

Devorei a leitura durante meu resguardo após a remoção de dois dentes do ciso, ao passo que mesmo com a dor não conseguia parar de ler.

Este livro tem uma fluidez leve e envolvente, ainda que aborde temas pesados como violência doméstica, estupro, sequestro dentre outros casos dos advogados da trama.

Doce, hot e intenso em medidas perfeitas.

A princípio Caroline Parker e Trenton Miller se conhecem na faculdade e depois da separação no término da faculdade o destino decide colocá-los frente a frente novamente em uma entrevista de trabalho.

Care é a advogada poderosa que comanda a Parker Willians Associates e o emprego dos sonhos de Trenton pode ser o seu inferno pessoal, já que uma reviravolta na vida do rapaz vai forçá-lo à esas convivencia inesperada com a antiga colega de curso.

O relacionamento de Trenton e Caroline cresce de acordo com o desenrolar da história. Mesmo com um plot que traz ranço peloo mocinho no início das conversas e memórias de Care, percebemos que tudo gira em torno de um grande mal entendido e na verdade Trenton é um bom homem.

Em resumo o livro nos mostra que a vida perfeita das pessoas bem suscedidas que acompanhamos na mídia nem sempre é tão eprfeita assim. Todos carregam traumas e medos, bem como alguns erros na bagagem ainda que bem mascarados com o intuito de esconder quem realmente são.

Esteriótipos e padrões são quebrados em diversos aspectos da trama. Tanto na relação entre Care e o próprio corpo, quanto Trenton e os sentimentos. A evolução deles como pessoa é palpável e admirável.

Capa – Blackmail

    No decorrer do livro somos apresentados também à     Ethan, o melhor amigo de Trenton. Ethan é também o   policial responsável pela operação Blackmail, que traz   muita adrenalina e desvenda o mistério por trás da   morte dos pais da protagonista.

    Aliás, é a operação que dá nome ao próprio livro!

    Por fim, Blackmail é um romance envolvente,   engraçado e questionador, vale muito a pena ler.


Garanta sua leitura!

“Blackmail” está disponível em ebook na Amazon e pelo Kindle Unlimited.

PRÉ-VENDA BLACKMAIL

Garanta seu exemplar com brindes exclusivos

Aproveite também para garantir sua edição FÍSICA com direito à brindes incríveis.

PRÉ-VENDA BLACKMAIL

Após a leitura não esqueça de avaliá-lo na Amazon.

Dessa forma você ajuda muito na divulgação, ao mesmo tempo que deixa a autora saber o que você está achando do trabalho dela.


Espero que tenha gostado do post e antes de ir embora leia também a Resenha Literária: Ethan, Dani SmithCuriosidades sobre Ethan, o spin-ff the Blackmail!

Vejo você por aí.

Tchau!

Resenha Literária: Ethan, Dani Smith

Resenha Literária: Ethan, Dani Smith

Na última quinta-feira a autora Dani Smith lançou o seu terceiro romance publicado na Amazon. A autora best-seller iniciou a história de Ethan, um spin-off de Blackmail, ainda no wattpad e durante os meses de produção da trama, angariou uma legião de fãs sedenta pelo agente do FBI e suas peripécias.

Primeiramente confesso que não sou de acompanhar histórias na plataforma por motivos de não ter maturidade suficiente para lidar com a espera por novos capítulos e então esperei que Ethan fosse para a Amazon, aonde eu poderia me deleitar em sua história capítulo à capítulo até o fim.

resenha literária: ethan, dani smith

O livro começa com uma lembrança de quando Ethan conhece Alícia e conta um pouco sobre as caracteristicas do protagonista sobre o relacionamente romântico.

Apesar de ansiar por ter um casamento longo e duradouro, Ethan, sonha em ser um agento do FBI, que tem o poder de lutar contra o crime e ajudar a população.

Alícia apoia o marido em seu sonho e tudo parece perfeito em sua vida. Ethan tem o relacionamento que sempre quis e está caminhando cada dia mais em direção de ser um agente especial, como sonhara desde criança. Isso tudo até o momento em que Alicia passa a questionar o futuro, devido a insegurança e o perigo do trabalho de seu marido.

O desejo de ser mãe aflora na jovem e, com o aumento do medo e da tensão em torno das atividades de Ethan, o divórcio chega sem nada com que ele pudesse fazer.

Com o sonho do casamento terminado e a vida fora dos eixos, Ethan, vai morar com Trenton, seu melhor amigo e tentar recomeçar sua vida de onde parou.

a trama

Devido à Operação Blackmail, os laços entre os dois amigos se estreitam e o mesmo ocorre na relação entre Ethan e Camila, sua parceira de ação no FBI.

Camila nos é apresentada logo no primeiro capítulo, e suas caracteristicas chamam atenção. Por ser uma mulher forte e determinada, ela se destaca entre os demais agentes de sua formação e tem o posto de “braço direito” do mocinho da história.

Apesar de uma agente forte e destemida, Camila, passeia entre a jovem feminina, cheia de medos, e a fã ensandecida de Backstreetboys, como uma garota comum.

Bem-humorados, focados e apaixonados pela corporação, Camila e Ethan, formam uma dupla perfeita contra o crime. Protegendo e completando um ao outro nas incursões e missões das quais são designadas para sua equipe atender, e também na vida pessoal, como amigos.

De policial turrão, Ethan só tem a aparência física e a dedicação ao trabalho, já que podemos perceber em diversas cenas o quanto ele preza pelas relações de afeto com seus companheiros de trabalho, amigos e familiares.

Desde o prólogo percebemos que ele é uma represa prestes à estourar de sentimentos bons, empatia e compaixão.

Desenvolvimento

À partir do segundo capítulo, o coração já começa se aquecer com a pequena fagulha que disponta em Ethan ao observar como sua parceira é bonita e atraente, mesmo que em um momento muito inusitado e até inoportuno aos agentes. Instantâneamente pensamos “aí tem coisa”.

A maneira como Ethan percebe a parceira com outros olhos é inusitada e encantadora, dando mais alguns pontos de fofura ao policial.

As cenas são bem escritas e capazes de montar os cenários sem dificuldade, como um seriado policial criado dentro da cachola de quem está lendo.

O primeiro caso desse time em campo é uma investigação de tráfico de metanfetamina e a tensão vai aumentando a cada linha lida que traz um novo desbobramento na investigação ou uma nova descoberta entre os agentes, mesmo com os dialógos leves e de fácil entendimento da equipe em incursão.

Emoção é palco para o livro!

Antes mesmo do final do segundo capítulo nosso coração dispara com as viradas de jogo que a Dani traz à narrativa, e nem nos meus sonhos eu poderia estar preparada para tudo o que a trama nos reserva até o final das 459 páginas.

Coadjuvantes destacáveis

Conhecemos Ethan e Camila pela sua atuação na operação Blackmail, conflito muito importante do livro Blackmail. Então já era de se esperar a presença de Trenton e Caroline, os protagonistas da história que deu origem ao spin-off.

Ainda nos primeiros capítulos de Ethan, Alexander Galanis nos é apresentado e, de maneira até que sutil, a presença dele na equipe traz consigo o sentimento enciumado de Ethan sobre o novo agente, fazendo com que ele seja escolhido para compor a equipe do protagonista e assim poder tê-lo sob supervisão.

Apesar de tudo o que acontece Galanis, ganha destaque pelo modo como a amizade com Ethan cresce e amadurece, tornando-o um personagem de destaque.

Conclusões

Ethan ganhou um pedaço do meu coração desde sua aparição em Blackmail e eu já esperava que fosse gostar do seu próprio livro. Eu apenas não esperava que fosse tanto.

O desenvolvimento do romance, a resolução dos conflitos e o desenrolar as cenas fluem de uma maneira tão gostosa que nem percebi o tempo passar.

A sensibilidade e a maturidade de Ethan em contraste à força e a leveza da Camila, torna-os um casal fascinante e inspirador em diversos níveis.

A escrita da Dani continua maravilhosa, porém a percebi mais solta em relação às cenas sensuais, o que tornou a leitura ainda mais intensa.

Minha nota geral para o livro é ⭐⭐⭐⭐⭐ e eu recomendo de coração.

considerações finais

“Ethan” está disponível na Amazon e pelo Kindle Unlimited.

Após a leitura não esqueça de avaliá-lo na Amazon. Dessa maneira você ajuda muito na divulgação, ao mesmo tempo que deixa a autora saber o que você está achando do trabalho dela.

Espero que tenha gostado da resenha literária de Ethan, da Dani Smith.

Leia também 5 motivos para você ler Dear Seattle, da Dani Smith

Vejo vocês por aí.

Tchau!

Resenha Literária: Por Um Livro, Carol Furtado

Resenha Literária: Por Um Livro, Carol Furtado

Embalada pelo dia dos namorados a autora Carol Furtado lançou na última quarta-feira o conto “Por Um Livro“.

Inspirada em uma situação real que aconteceu com a própria autora, “Por Um Livro” conta a história de Karina, uma auxiliar administrativa que tem um problema em realizar uma avaliação do livro da autora Aretha V. Guedes que ela gostou muito e decide entrar em contato com o chat da Amazon.

Ao ser atendida com muita atenção e cordialidade, a protagonista além de encantada com a prestatividade do atendente, acha um tanto curioso o fato dele se chamar justamente Matheus, que aliás é o nome do mocinho do livro que ela tanto amou ler e não conseguiu avaliar na plataforma.

O livro em questão existe na vida real e é o “Meu Ex-melhor amigo“, da autora Aretha V. Guedes.

Problema resolvido e vida que segue. Não seria coincidencia demais se algum tempo depois outro problema à levasse ao chat novamente e seu atendimento fosse feito justamente por Matheus? O atentende prestativo que a atendera anteriormente.

Karina e Matheus conversam mais uma vez em busca de uma solução para uma sua impossibilidade de realizar comprar pelo aplicativo da plataforma e novamente o atendente prestativo resolve seu problema.

“Matheus: Se mandar o meu número de telefone, você me responde?
Eu: Lógico! – Falei enfática.”

Depois do primeiro contato através da central de atendimento muitas coisas podem acontecer desse encontro inesperado. Do mesmo modo, só o destino poderá dizer o que reservará para eles.

As surpresas que a vida nos reserva as vezes faz com que a arte imite a vida, ou a vida imite a arte.

CONCLUSÕES

Capa - Por Um LivroPor Um Livro” é um conto curto, rápido e bem fácil de ler. A escrita da autora Carol Furtado está cada vez mais madura e muito fluída, fazendo com que nossa mente viaje facilmente pela narrativa.

Ao mesmo tempo que os personagens principais são encantadores, os secundários de fato também são e eu já quero livro do Murilo para ontem.

Em resumo o livro não aborda temas sensíveis de gatilho e nem tem cenas eróticas, ou seja, pode ser lido praticamente por todo mundo!

Por fim recomendo a leitura à todas que apreciam um romance que desabrocha rápida e intensamente.

Por Um Livroestá disponível na Amazon e pelo Kindle Unlimited.

Após a leitura não esqueça de avaliá-lo na Amazon. Dessa forma você ajuda muito na divulgação, ao mesmo tempo que deixa a autora saber o que você está achando do trabalho dela.

Finalmente eu espero que você tenha gostado da resenha literária de Por Um Livro da Carol Furtado.

Leia também a Resenha Literária: Revendo a Jogada, Carol Furtado

Vejo você por aí.

Tchau!

Resenha Literária: Meu novo amor (de mentira), L.C Almeida

Resenha Literária: Meu novo amor (de mentira), L.C Almeida

“Está cientificamente comprovado que aquele que segue em frente primeiro, após o fim de um relacionamento, é sempre o culpado pelo próprio relacionamento ter acabado.”

Quando se tem uma autora da qual você gosta muito e ela anuncia um novo livro, a ansiedade vai nas alturas e a expectativa é descomunal para saborear a nova leitura.

O que, aliás, não aconteceu com “Meu novo amor (de mentira)” , já que ele chegou numa segunda-feira sem nenhum aviso.

Bem quietinho “Meu novo amor (de mentira)”, a novela curta de L.C Almeida, veio certamente para aquecer até os corações mais gelados que você conhece.

Desde um coração partido, uma TPM, algo que não saiu como esperado no trabalho, nenhum gelo no coração é forte o suficiente para suportar o calor agradável que ele trás junto com a restauração da fé na humanidade.

Saindo um pouco do cenário rockstar, já bem estruturado pela autora, a história se passa com Belinda. Uma publicitaria focada na carreira, que toma mais café do que água e teve ser coração partido por um “geladinho de chorume”.

CAPA - Meu novo amor (de mentira)

CAPA – Meu novo amor (de mentira)

Se você é fã e acompanha o trabalho da Laura pode estar se perguntando: eu já vi esse nome em algum lugar? SIIIIM!!!

Provavelmente você deve ser lembrar de Belinda, a melhor amiga de Nicole Black. Mas não espere por roqueiros suados, suas esposas divinas e muita loucura, “Meu novo amor (de mentira)” passa-se em Nova York, longe dos holofotes das guitarras e sex appeal dos nossos personagens queridos da Black Road.

um novo amor (de mentira)
Frankie Sandford - cantora, compositora, modelo e atriz britânica.

Frankie Sandford – cantora, compositora, modelo e atriz britânica.

Voltando a Belinda, sua vida parece estar ladeira abaixo quando seu ex-noivo Ross, o “geladinho de chorume”, lhe envia o convite para seu noivado. Desesperada Belinda se encontra em prantos, chorando toda água do seu corpo, quando um jovem a encontra na escada da agência em que ela trabalha. Ela se espanta ao receber as palavras doces em sotaque desconhecido do estranho, e mais ainda ao pegar seu lenço de tecido, em pleno 2019 quem carrega lenços de tecido só pode ter mais de 80 anos, certo?

Errado!

Assim que a mocinha despedaçada recobra o decoro e a calma necessária para analisar que o desconhecido, que ela encharcou a blusa de moletom no meio do seu descontrole, não é nenhum senhor de idade e sim um loiro alto, com cabelos compridos, olhos azuis e barba por fazer, que não aparenta mais de 30 e poucos anos. Um deus nórdico, um viking ou o homem dos seus sonhos.

Rurik Gislason

Rurik Gislason – jogador islandês

Educado, preocupado, lindo e tão quebrado por um relacionamento falido quanto Belinda é Rurik Bjarnasonque assim como Bels eu não saberia pronunciar seu sobrenome nem se minha vida dependesse disso – um dos jogadores de futebol mais aclamado da atualidade, do qual a conta de sua imagem pode representar a promoção tão esperada pela protagonista workaholic de coração partido.

a mentira

Inesperadamente os dois jovens solteiros com o coração quebrado e com muita vontade de se vingar dos seus ex’s criam o plano perfeito: fingir um relacionamento super bem sucedido, por um final de semana, apenas para esfregar na cara dos embustes.

Entretanto alguém duvidaria que isso não daria certo e entre todas as trapalhadas desses novos amigos um amor de verdade iria nascer? Claro que não né? A L.C nunca nos desaponta, de tal forma que acaba nos dando não apenas mocinhos e mocinhas incríveis, bem como romances dignos de filmes.

o amor se torna de verdade

É provável que eu soe redundante ao dizer que AMEI esse livro, ao passo que até a data de hoje não há nenhum dos seus DEZOITO livros que eu não ame – pronto falei!

É uma comédia romântica muito da gostosinha, que me fez passar algumas vergonhas no ônibus e na recepção do dentista no dia em que eu o li, e certamente me fez ganhar alguns pontos de coragem instantânea para marcar a extração dos meus dentes do siso.

Portanto eu recomendo a leitura sem nenhuma ressalva.

É rápido, é divertido, não tem gatilhos, não tem drama; apenas amor <3. Conforme as outras obras da autora.


Dessa maneira eu espero que tenha gostado da resenha literária de “Meu novo amor (de mentira)”, da L.C Almeida.

“Meu novo amor (de mentira)” está disponível na Amazon e pelo Kindle Unlimited.

Vejo você por aí…

Tchau!

 

Resenha Literária: Enquanto eu te esquecia, Fah. B

Resenha Literária: Enquanto eu te esquecia, Fah. B

Quando eu era mais nova, lá pelos anos de 2011 talvez, eu criei uma obsessão por “Brilho eterno de uma mente sem lembranças” e o assisti mais vezes do que seria considerado saudável. No entanto, sempre pensei em como o ato de “apagar a memória” pode ser falho quando o sentimento é muito forte.

Ainda sim, livros e filmes com o tema da redescoberta após um episódio de amnésia me atrai bastante. Tentar decifrar o que os personagens farão à partir da perda – ou recuperação – da memória é algo que satisfaz bastante minha “mente investigativa”

De tal forma, não é de se espantar que minha atenção foi fisgada no exato momento em que “Enquanto eu te esquecia” da autora nacional Fah. B, apareceu na minha biblioteca, como sugestão do Kindle Unlimited.

Enquanto eu te esquecia

Eu comecei a ler “Enquanto eu te esquecia” em algum lugar do passado, logo após o término de “O que escolhemos esquecer” e por alguma razão que eu não me recordo – provavelmente a dona L.C deva ter lançado algo novo – eu o abandonei logo nos primeiros capítulos.

Que tola!

Não me recordo porquê o fiz pois não é uma leitura tediosa nem nada. É um livro envolvente, com escrita fácil e leitura bem rápida. Cenas bem descritas e uma alternância de passado e presente muito dinâmica.

Capa - Enquanto eu te esquecia

Capa – Enquanto eu te esquecia

“Enquanto eu te esquecia” conta a história de Melissa e Liam, um casal de noivos passando por um período conturbado na relação e logo no primeiro capítulo o coração aperta e chora com a discussão que leva ao grave acidente de Melissa.

Um ponto final sem mais, sem chances de explicações e assim na dúvida passam dois meses de agonia para Liam, que se sentia culpado pela noiva estar entre a vida e a morte, em coma no hospital.

Para alegria de todos Melissa acorda do coma. Apesar de dolorida e com algumas escoriações visíveis ela está viva. Que alegria! Liam poderia finalmente colocar os pingos nos “i’s” e seguir em frente… a menos que ela não se lembrasse de nada de antes de tê-lo conhecido.

um sentimento forte sobrepõe a memória?
Mulher com pensamentos anuviados

Mulher com pensamentos anuviados.

Sem reconhecer o noivo a história de Melissa e Liam fica em um empasse. Recomeçar? Continuar de onde pararam sem pensar no que os levaram à terminar? Deixar que o término repentino e sem explicações fique do jeito que estava sem mais feridas?

Certamente que não era uma decisão fácil, mas nada na vida de Melissa e Liam estava fácil desde antes do acidente horrível. E já que ela estava viva e algo dentro de si realmente a atraía em Liam não restava outra opção à não ser tentar.

Além da memória vazia, os mistérios que os assombram desde antes do acidente não os deixaram em paz na busca por respostas e entendimentos dos sentimentos novos e antigos que abraça o relacionamento de Melissa e Liam.

Tramas, chantagens, ciúmes e muito mais dentre os flashbacks e as novas vivências do casal o farão perceber que um novo amor pode surgir das cinzas das lembranças.

conclusões

“Enquanto eu te esquecia” é um livro intenso, com muitas reviravoltas e em certa parte você vai criar um ranço merecido da madrasta – má – do Liam. Entretanto as maldades dela não nos traz nenhum gatilho que eu possa destacar.

É uma leitura fluída e rápida, que te prende do começo ao fim com um clímax que surpreende e encanta. Os personagens são coerentes com o enredo e bem construídos, nos transportando para dentro da história sem dificuldade.

Recomendo à toda leitora que gosta do tema e aprecia um final feliz bem desenvolvido e cheio de emoção.


Espero que tenham gostado dessa resenha literária de “Enquanto eu te esquecia”, da Fah. B.

“Enquanto eu te esquecia” está disponível na Amazon e pelo Kindle Unlimited.

Amnésia não é sua praia? Não tem problema, confira a Resenha Literária: A Garota da Música, Karina Heid

Vejo você por aí…

Tchau!