Resenha Literária – No Silêncio do Mar de Juliana Dantas

Até aonde nossa mente pode ir para nos proteger?

Hoje eu venho com a resenha literária do livro “No silêncio do mar”, da autora nacional Juliana Dantas que li há alguns dias e que me impactou como há tempos um livro não me impactava.

Ganhei meu exemplar de amigo secreto e estava procrastinando lê-lo, pois já havia lido algumas resenhas e conversado com algumas pessoas que disseram ser um livro bem intenso e sabia que esse não era o meu estilo favorito de leitura.

EU ESTAVA CERTA… e tão errada ao mesmo tempo!!!

“No silêncio do mar” definitivamente não é um livro simplesmente intenso. A estrutura dele é muito curiosa por ir retratando o presente e o passado entre os capítulos.

Dessa forma, traz uma leveza na leitura apesar do teor da trama, porém nunca tinha lido nada assim e gostei da maneira como me transportava entre as cenas.

Além da linha do tempo, há a alternação do narrador também, sendo feito hora pela Ana, hora pelo Gael, hora no presente, hora no passado, em uma didática muito legal.

Sobre a história? “No silêncio do mar” é um drama protagonizado por Ana e Gael.  Entre indas e vindas de “passado e presente” conta a história de Ana desde a infância até a fase adulta e tudo o que ela passou até chegar ao clímax do segredo que partilham em suas vidas aparentemente perfeitas.

Ricos, bonitos e do alto do circulo social de Florianópolis, Gael e Ana poderiam ter o que chamamos de “vida dos sonhos” em sua mansão a beira-mar e não poderíamos estar mais equivocados. E isso foi o que mais me impactou nesse livro.

Costumamos ter opiniões formadas sobre a vida e as atitudes das outras pessoas, sejam elas baseadas no que vemos ou no que ouvimos mas no fundo nós não sabemos a verdade.

Quando julgamos uma pessoa ou uma situação, estamos colocando as nossas próprias vivências e experiências no outro, e não considerando a realidade individual de cada um.

Conforme a leitura vai avançando e vamos começando a compreender a história por trás da história de Ana e Gael, uma inquietude nasce e se firma em busca de respostas.

Não apenas respostas sobre o segredo que eles escondem, mas também respostas sobre nossas próprias lacunas.

Quantas coisas nós escondemos em nossa mente para nos proteger?

Você já passou por alguma situação de desconforto ou desespero tão grande que parecia que jamais iria superar e depois de algum tempo, a lembrança não parecia tão ruim assim?

Há uma explicação para isso e a dissociação da realidade é muito mais comum do que a gente imagina.

Nossa mente é esperta ao ponto de ativar mecanismos de proteção sempre que ela sofre algum trauma, seja ele proveniente de abusos, perdas ou qualquer tipo de situação de stress extremo.

Essa maneira de poupar-se pode parecer ser benéfica em um primeiro momento, mas conforme a vida acontece é bem provável que torne-se uma bola de neve insustentável, assim como no caso de Ana e toda avalanche que vai sendo revelada no livro.

Depois de ficar encarando o escuro por quase meia-hora, aceitar a ressaca literária e digerir as 248 páginas muito bem escritas, posso dizer que “No silêncio do mar” é um bom livro.

Pela maneira como expurgou alguns sentimentos de mim posso dizer que não é uma leitura recomendada à qualquer pessoa, principalmente as que estejam sensibilizadas.

O livro tem gatilhos.

Como já dito até aqui não é uma leitura leve e traz temas como perda gestacional, abuso parental e suicídio, o que deve ser levado em conta antes de pegá-lo para ler.

Mas e aí, vale a pena?

Sim, VALE!

Eu levei alguns dias para escrever essa resenha – e estou tentando não ser pessimista e nem spoiler – pois eu acho que vale muito a pena dar uma chance.

Respira fundo e se prepara para ler e refletir sobre as teorias que permeiam o segredo de Ana e Gael, mas principalmente sobre o que você tem em suas lacunas mentais, escondido e escondendo.

Lembre-se que você não está sozinha e não precisa passar por nada sozinha. Se você está passando por algo ruim BUSQUE AJUDA!!! Você é um ser humano incrível e sua vida vale muito!!!

Então o que eu pudê concluir disso tudo???

“No silêncio do mar” de Juliana Dantas foi minha terceira leitura de 2020. Com uma estrutura muito bem feita, escrita fácil e construção muito interessante, destruiu meu psicológico, me pôs para pensar e merece 5 estrelas.

Para baixar uma amostra do ebook NO SILÊNCIO DO MAR

Para comprar o livro na AMAZON / AMERICANAS / SUBMARINO

 

Deixe uma resposta